Image Hosted by ImageShack.us

Algumas das minhas pinturas

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Amo a Vida


Amo a vida

O pouco...

O muito...

Amo aquilo que sou,

Aquilo em que acredito

O que quero ser...

Amo as contrariedades

que me fazem aprender,

ser cada vez melhor,

mais eu...

Mais feliz,

mais mulher,

mais forte...

Sou autêntica

No tudo

No nada.

Nas palavras,

Nos gestos,

No toque

e ainda mais quando

Oiço o silêncio...

Silêncio que brota de mim

e me torna a cada dia mais e mais...


Única e Verdadeira!!!

6 comentários:

Jorge disse...

Olá!!! :)

O teu regresso em grande, neste "teu" dia tão especial!!!
Mais uma vez Muitos Parabéns, agora por aqui! :)

"Amo a Vida"
Belas essas palavras!
Escritas com uma grande convicção! Só assim te levarão à acção! :)

Gostei do poema! Lindas palavras que compem mais um poema simples, no entanto...mágico!
Magia "única" e "verdadeira"!

Beijinhos deste teu Amigo!!!
Jorge

Silêncio Prateado disse...

Jorgito bem pukanino o teu comentário, mas ainda assim muito bonito...
Obrigada pelos parabéns e obrigada tb por seres meu amigo.

Beijinhos

Jorge disse...

:)

A nossa relação de amizade nunca será "pukanina"! :)
Sabes bem disso!
E isso sim, será sempre o mais importante!
Como também, nunca serei obrigado a ser amigo seja de quem for! És uma alma adorável! :)

Beijinho grande... grande... grande...grande... só para Ti!


Jorge

Por entre o luar disse...

Oh um regresso magnifico:) Adorei mesmo=P

Beijoquinhas grandes e sorriso:D

verinha disse...

a vida é mesmo para ser amada...
é a nossa únoca certeza...
a nossa vida..

kiss

andre disse...

É o amor pela vida que nos torna únicos e autenticos.
A vida que nos proporciona ouvir o silencio...
Agora vou continuar em silencio, num silencio prateado.