Image Hosted by ImageShack.us

Algumas das minhas pinturas

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

O teu brilho...


Mar sem fim
Repleto de brilho
Coberto de marés
Numa imensidão invulgar
Lua cheia transcendente
Noite fora sem cessar…
Refúgio de tantos refúgios
Liberdade superior
Beleza entreaberta
Sentimentos do interior
Que bailam sobre ti
Sobre um sonho que é constante
E vive na minha alma
Um pensamento distante.
Fuga de mil tons
Onde percorro
E sinto a toda a hora
A suavidade dos teus tons!

domingo, 23 de dezembro de 2007

FELIZ NATAL





A todos os que me visitam um Santo e Feliz Natal...

...não só no dia 25 de Dezembro mas em todos os dias da vossa vida...









E SEJAM FELIZES!!!


Um beijinho desta vossa Amiga


Márcia

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

O MEU... SILÊNCIO PRATEADO...


Sinto o cheiro da maresia...
O toque da neblina a levar-me para dentro de um
sonho!
O mesmo que me ouve,
que me sente...
e em cada toque,
em cada som,
em cada gesto,
em cada pedaço de mim
tenho um lindo cantinho:
Um SILÊNCIO PRATEADO
que me faz muito feliz!!!


Passou um ano desde que criei o meu cantinho.
Inicialmente criei-o para divulgar as minhas pinturas, mas sem saber como comecei a escrever coisas minhas, a divagar nas palavras, a transmitir alguns dos meus sentires, a mostrar aquilo que sou e dei a conhecer alguma da minha sensibilidade…

“Silêncio Prateado” é um misto da pessoa que eu realmente sou e daquilo que realmente quero passar a quem me visita. Este Silêncio é a fusão entre duas paixões… a escrita e a pintura…
Refúgio escondido de mim, silêncio de tantos silêncios... Palavras intensas, poemas meus... um pouco de mim em cada palavra que transponho para aqui,
é um Silêncio meu e de todos vós, é uma parte de mim que não ficou fechada no tempo…

Aqui…

Sinto uma imensidão pura, sentimentos que me levam para outro lugar… para um sítio onde a maldade não existe, onde tudo é belo e perfeito… Aqui consigo ser eu mesma, e sinto-me liberta de tristezas e pensamentos infundados…Aqui conheci pessoas maravilhosas que me ensinaram o verdadeiro significado da Amizade.
A Amizade é uma das melhores coisas que podemos construir… e o meu cantinho deu-me essa oportunidade…levou-me a conhecer pessoas incríveis que passaram a fazer parte da minha vida…
Pessoas espontâneas, simples, mas muito especiais… e isso é muito gratificante para mim… Uma delas foi sem dúvida, o meu Amigo Jorgito, um amigo sempre presente, dono de uma alma transparente e sincera… Alguém que já me ensinou muito e que dia após dia demonstra muita amizade e dedicação. Não esquecendo todos os demais... eles sabem quem são.

Por tudo isto e muito mais acredito que vale a pena continuar por aqui…


Sentimentos à flor da pele, uma
Imensidão de sentires, sentimentos levados ao
Limite de mim…
Em cada palavra um sentir
Nunca antes lembrado…
Como uma onda que vai e vem,
Imensa no toque e que trás
O que de mais belo possuo…

Pinturas…
Recordações…
A minha alma a falar…
Ternas emoções…
E mais do que isso…
Amizades marcantes,
Doseadas ao pormenor,
O SILÊNCIO PRATEADO do meu interior.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Aquele abraço


Silêncio perfeito,
Aconchego intenso…
Ternura no peito
Sentimento invulgar…
Um abraço rematado…
Singular…
Abrigo seguro
Ponto de encontro…
Almas unidas…
Palavras sem som…
Gesto maravilhoso
Dois seres num…
Sentimento profundo
Imenso como o mar…
Almas entrelaçadas
Um momento sem respirar.
Intensidade mágica,
Completa sem cessar…
Onde digo com certezas
Um abraço é um porto de abrigo…
Onde me sinto segura
Livre de perigo…


domingo, 18 de novembro de 2007

Mar


Mar…
Quando te sentires sozinho, sem rumo, sem marés…
PROCURA-ME!
***
Mar…
Quando sobre a tua beleza baixar a névoa
e teu coração enlouquecido se apertar de dor,
PENSA EM MIM !...

***
Mar
Quando os teus sons mágicos, inconfundíveis, únicos
se entreabrirem num lindo sonho ,
e os teus braços se envolvam na solidão,
CHAMA-ME…
***
Mar...
Quando vires este castelo erguido em mim
A minha Alma a contemplar-te
e a maresia te abandonar
ESPERA POR MIM…
***
Mar ...
Desse imenso areal da tua praia
manda-me uma onda breve e solta
um salpico de uma breve recordação e
PENSA EM MIM...
***
Mar…
Quando o sol não bilhar sobre ti
E pensares que perdeste a tua beleza
INVADE-ME

***
Mar
LINDO MAR

Deixa-me admirar-te
Ouvir a tua palpitação
Deixa-me amar-te
Sentir a tua imensidão…
Porque te amo, desde sempre, desde que te vi pela primeira vez
és mais do que um mar de todos...
És um coração que bate em mim...

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Longe vai o dia...


Longe vai o dia
Que passou sobre mim…
O luar espreita
Para dentro de ti.
Suave nos tons da lua
Brilhante sem cessar
Recordações sobre um veleiro
Sonhos além mar…
Maresia intensa
Saudade constante
Onde sonho e vivo
Num caminho algo
distante.
Veleiro que balança
Sonha e encanta
E sente
sobre o lindo mar
Um sonho de criança…

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

A TI MEU ANJINHO


Há situações e vivências que mesmo que não sejam relacionadas com pessoas que nos são próximas nos marcam, foi o que me aconteceu quando me deparei com o hi5 do Sérgio(http://aonda-do-leo.hi5.com). O Sérgio é um pai que ama o seu filho, apesar de todas as adversidades da vida, o Sérgio é, e será sempre, o pai de um anjinho, o Leandro.
O Leandro era um menino com apenas 7 anos, uma criança sorridente, doente, mas apesar de tudo feliz! O Leo tinha um neroblastoma, ou seja, uma doença oncológica.
Foi difícil para mim deparar-me, embora que, por detrás de um a tela de um computador com as fotografias de um menino tão lindo, que no dia 18 de Maio de 2007 se tornou num anjo.
O Leo já não está entre nós. Mas ainda assim sempre presente.
Todos os que tiveram a oportunidade de o conhecer, os que não tiveram, e todos os que os “conheceram” virtualmente, tal como eu, têm um pouco do Leo dentro deles.
Não foi fácil deparar-me com a história deste anjo sem que as lágrimas me caíssem pelo rosto abaixo, como deve ser difícil para os seus pais ver partir um menino tão doce e com tanta vontade de viver… que ausência tão dolorosa devem sentir os seus pais, o Sérgio e a Luz!
Cada vez que me deparo com o hi5 do Sérgio sinto uma revolta dentro de mim, uma sensação de incapacidade estonteante. Mas como já nada pode mudar o rumo do Leo e como desde que o “conheci” se tornou no meu anjo da guarda quero fazer-lhe esta homenagem.
Uma homenagem sentida, vinda do que tenho de mais belo e sentido dentro de mim, O meu coração…

A TI MEU ANJINHO

Numa pequena caminhada
Que tiveste que enfrentar
Foste sem a menor dúvida
Uma criança sem igual.
Forte, resistente
Sempre a sorrir
Um menino pequenino
Que uma doença quis destruir.
Espontâneo e feliz
Uma alma transcendente
Um pequeno aprendiz
Um menino valente…
Que encontrou o seu lugar
Um anjo sofredor
Que sempre vou lembrar…


Aos pais do Leandro desejo muita força e um muito obrigada por me deixarem homenagear o “nosso” anjinho neste meu cantinho…

sábado, 6 de outubro de 2007

Natureza


Amo a simplicidade da natureza,
os tons que escapam por entre o amanhecer,
por entre o cair das folhas...
Adoro cada raio de sol que cai sobre mim
como uma maré no mar...
Como cada luar que tarda, mas chega...
Amo a vida...
E tudo o que ela me dá...

terça-feira, 11 de setembro de 2007

O céu é o limite...


Voltei... Senti necessidade de o fazer, não por um motivo aparente... mas porque este é o meu cantinho... Uma grande e imensa parte de mim... Uma parte que não quero deixar adormecer, ou acabar...
A todos que durante a minha "ausência" não me abandonaram, aos que não se esqueceram de me visitar... e também aos que só hoje me visitam, obrigada por me deixarem levar através deste lindo ecrâ o melhor que existe em mim... A pessoa que sou, aquilo que sinto e vos tento transmitir...
Após alguns dias de muita dedicação e felicidade acabei de dar o último toque a esta tela que adoro... E sem dúvida que, amo a pintura de uma forma pura e mágica... Logo,
O CÉU É O LIMITE...

domingo, 26 de agosto de 2007

Até um dia...



“Uma mentira repetida muitas vezes torna-se verdade”



Joseph Goebbels (1897-1945)

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Fez-se silêncio


Descanso…
Reflicto…
Dou por mim a divagar…
Na beira de um rio
Poesia a bailar…
Pensamentos perfeitos
Tom sobre tom…
Magia entrelaçada
Na imensidão da luz
O espelho do tempo,
O relógio a deslizar
Por entre a alma
Que voa
Que encontra o luar…
Silêncio em mim…
Canção de embalar…
Onde fecho os olhos e sinto
Uma música a tocar…
Uma força desmedida
Que encontro e recupero
Em cada entardecer do dia…



Porque a vida é a minha melhor conselheira, porque respiro a magia que brota de cada luar…de cada entardecer

TEREI FORÇA P´RA VENCER

domingo, 29 de julho de 2007

Veleiro



O céu imenso
Por entre o luar
Uma luz acesa
Até ao despertar…
Um veleiro trazido
Pelas ondas do mar
Até onde há sonhos
Maresia a tocar…
Silêncio transparente
Música sem igual…
Alma sonhadora
Breve no respirar…
Poesia ao luar…
Expansão dos sentidos
Sobre um mar sem fim
Onde sonho…
Me liberto…
Acordo e desperto
Onde sou página por escrever
Maresia intensa
Um livro aberto…

sábado, 14 de julho de 2007

Essência



Essência natural
Do fundo de mim
A Embalar…
Um gosto intenso…
Puro… deSigual…
Onde sou tinta dourada
Ou cor natural…
O eSpelho de mim…
Criado na tela…
Para um dia contemplar
Uma recordação bela…
pigmentos mágicos
Com cor
E som…
Uma mão que navega
Tom sobre tom…
Uma viagem perfeita
Ao fuNdo de mim…
Onde sou alma imensa
A Cor eleita…
Uma felicidade intensa
Onde pInto…
Onde sonho…
Onde rio..
Onde me escondo
Onde quero encontrAr
Hoje e sempre…

O MAIS LINDO SONHO…

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Uma alma que sonha...


Porque cada vez mais amo a pintura,
Porque me sinto tranquila e feliz quando pinto,
Porque a felicidade me invade de mil tons...
Porque os pigmentos me transportam para outro céu...
Para outro luar....
Continuo a sonhar...

quinta-feira, 5 de julho de 2007

A minha alma...

Admiro o céu
Que vive em mim…
A estrela em que habito
Que me faz ser assim…
Uma alma diferente
Até a sonhar…
que chora
Que ri…
Por entre o luar…
Uma estrelinha que brilha
Por entre mil tons
Onde sou âncora no mar…
Praia deserta…
Manhã prateada
Recordação bela…
O fundo do mar
Sentido na voz
veleiro iluminado
Coração palpitante
Imensidão de sentires,
Onde sou vento e brisa
Um milhão de sentires…


Porque amo a vida e ela me dá e transmite todos os dias um novo amanhecer:
Sou feliz!


domingo, 1 de julho de 2007

Adeus Amigo Pedro...



A noite a chegar
Por dentro de mim
Uma magia desfeita
Um brilho assim…
A tua alma feliz
Uma estrela distante
Um coração que diz:

Onde quer que estejas…
Por entre o luar
No meio do céu…
A descansar…
A vida acabou…
O sofrimento também
Foste um grande Amigo
E ser humano também…

As lembranças mancham
Um passado feliz…
Onde foste alegre
Um jovem aprendiz…
Onde quer que estejas
Para sempre irás lembrar…
Uma Luísa que amaste
Uma Márcia a te recordar…



A ti Amigo Pedro… a minha última e sentida homenagem… e que a estrelinha mais brilhante que está no céu nunca te abandone…


Com saudade

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Sou feliz a pintar!




















Se existem momentos em que sinto a mais pura e verdadeira felicidade em mim é sem dúvida quando passo através da alma para uma tela em branco aquilo que sinto, aquilo que sou…
É na pintura que consigo transmitir aquilo que de mais belo existe em mim… uma enorme vontade de viver… Mesmo porque, e se por vezes, a vida é injusta e cruel, também ela me oferece as mais lindas pigmentações… de magníficas e imensas cores… e é através delas que me consigo exprimir e ser feliz… verdadeiramente!
Após três dias de grande dedicação a uma tela “transparente” eis o resultado…


Paz
Interior
Na
Tranquilidade
Única e
Reconfortante da
Alma!!!!

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Amar o Silêncio


















Na margem do sonho
Consegui encontrar
Um silêncio perfeito
Um instante particular…
O vento levou-me
Num pedaço de mar…
em palavras sentidas
numa música a tocar.
Amplitude perfeita
o refúgio de mim…
Palavras que procuro
e tento encontrar
Palavras com som
Silêncio particular.
Caminhada estreita
Passeio invulgar,
Onde sou beira do rio
Ou onda do mar...
Um barco em terra…
Um navio no mar…
Um relógio parado…
Ou pássaro a voar…
O azul do céu
O imenso luar…
A magia da vida
Uma estrela a brilhar
Violino sem cordas
Ou silêncio invulgar…

quarta-feira, 6 de junho de 2007

***Fundo de mim***



Extensa melodia
Em mim a bater…
Uma sombra vadia…
Que me Faz recolher…

Pensamento distante,
Trazido pelo vento
Pôs-se a noite,
NUm breve momento…

Fecho os olhos
E começo a divagar
Ao fuNdo de mim
Uma música a tocar…

Uma estrela brilha
Por Dentro de mim…
Duas almas distantes
Um silêncio sem fim…

Melodia presente
Em tOns de saudade
Onde me perco e habito
E dou asas à liberdade…

Sentimento profunDo
Do fundo do coração
Onde me perco mas te sinto
Onde tE estendo a mão…

UM beIjo terno
Que quero transforMar
Em pura realidade
Quando te vir chegar…

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Leveza


Leveza…
Um eterno luar…
coração palpitante…
Maresia sem igual…
Um corpo ausente
Espelhado sobre o mar…
Que se agita…
Que se acalma…
Como a alma a divagar…
O som do vento
Em mim a tocar…
Poesia escondida…
Liberdade de sonhar…
Magia transcendente
Vontade de viver…
Brilho consistente…
A noite a chegar
magia sonhadora
Bela… enternecedora
Onde sou ilha perdida…
Barco ancorado…
Beleza de vida…
Um silêncio inacabado...

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Suave
























Leveza…
Serenidade…
Uma alma transparente
Fundida no areal…
Num dia perfeito,
Numa manhã sem igual…
Onde permaneço…
Onde quero habitar…
A essência rematada
Concentrada na maré…
Um céu azul
Em mim a acabar
Por baixo das nuvens
Um doce acordar…
Um espaço cheio de tudo
Cheio de nada
Que em mim tropeça
Me mantêm sossegada…
Pedaços de vida,
Que caem sobre mim…
Uma rosa florida…
Um corpo sem ferida…
Uma alma imensa
Que descansa
Que se agita
Enquanto eu tiver vida!!!

terça-feira, 8 de maio de 2007

Calma


Procurei o silêncio…
Aqui o encontrei…
Na mais perfeita magia…
Solta como o vento…
Leve como o som do mar…
Tranquilidade perfeita
Dentro de mim,
Desde o fundo da alma…
Por entre o respirar…
No céu as estrelas…
Profundidade veloz…
Caminho estreito
Jamais imperfeito
Onde me sento
Me deito
Te procuro
Te espreito
Neste jardim da vida
Onde o sonho é perfeito…

sábado, 5 de maio de 2007

Tons de Luar


Céu…
Luar…
A noite extensa
Por entre o mar…
Beleza invulgar…
Sem reservas…
Sem igual…
A magia do teu som,
Por entre a brisa,
Por entre a maré…
Num lindo tom…
Um eterno luar…
Onde me perco…
Onde habito…
Noite além mar…
A fuga perfeita,
Por entre a luz…
Sentida…
Sublime…
Intensa…
Sem cessar…
Onde repouso…
Onde pernoito
Até a manhã chegar…



terça-feira, 1 de maio de 2007

O meu cantinho... Uma parte de mim...




Olhar penetrante…
Simplicidade estonteante
Onde procurei no céu,
Uma estrela…
O luar…
Uma brisa sempre distante.
Uma página de luz…
Um sonho frente ao mar…
A simplicidade do toque,
A ternura no respirar…
Âmago profundo
Pensamento do fundo…
Breve…
Apenas num segundo…
Palavras em silêncio
Prateado como o vento…
Onde voa entre sons…
Um beijo ternurento…
Infinidade de estrelas…
Apenas no céu a brilhar…
Bem longe…
Bem perto…
Por entre o luar…
O silêncio prateado
Onde consegui encontrar
Amizades perfeitas…
Pessoas sem igual…




A todos os que me “ouvem” e me têm acompanhado, aos que me visitam por acaso e a todos aqueles que de uma maneira ou de outra me deixam as suas palavras… um muito obrigada por fazerem deste meu cantinho, um lugar perfeito…

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Noite ao Luar




A Noite caiu…
Sem avisar…
Numa espécie de prata,
Em forma de luar…
IluminOu a vida…
A margem do coração…
Num som mágIco,
Brilhante… único…
Trouxe ao pensamento,
A magia de um momEnto,
Sensações cintilantes…
Breves no respirar,
EstreitAs entre mim…
Únicas sem pensar…
Pensei-te… tOquei-te…
Abracei-te…
Num sonho profundo…
Onde tentei encontrar
O Lugar perfeito…
Afável, sUblime…
Para te continuar a amar…
Sem bArreiras…
Sem dor…
Durante a noite

Até a manhã chegaR

terça-feira, 24 de abril de 2007

Abraça-me


Areal extenso…
Em tons de luz…
O som da brisa
Por mim a passar…
Em formas sublimes…
Com feitios intensos,
Mágicos…
Uma felicidade imensa
Partilhada em mil tons…
Com a maré que trás
Pedaços de céu…
Bocados de mar…
Como a onda a vir,
em mim a tocar…
O prateado da vida…
Um raio de sol…
A imensidão transparente,
Consistente…
Onde está presente em mim…
A todos os minutos do dia…
Da vida…
Sem distorcer,
Sem cessar…
Uma vontade imensa de te abraçar…

quinta-feira, 19 de abril de 2007

AMO-TE




Não quero pensar
no que se passou...
Uma tristeza aflita,
o esfriar da vida,
uma alma quase vazia.
Momentos sofridos,
onde tentei encontrar
uma margem de dúvida
um instante pra sonhar...
O vazio invadiu-me
tomou conta de mim
transformou o meu peito
num diluvio sem fim...
Tentei procurar-te
o orgulho não deixou...
Os dias passaram...
Como meses sem fim
senti-te sem te sentir,
toquei-te sem te tocar...
Transformei a minha vida
num reflexo de amar...
De repente...
A tristeza dormiu,
a felicidade abraçou-me,
tomou conta de nós,
juntou-nos novamente,
de uma forma diferente
numa realidade transcendente...
Desta vez PARA SEMPRE!
Porque a vida não me deixou esquecer-te,
porque a vida me ensinou a gostar de ti...
Hoje posso dizer... AMO-TE!

domingo, 15 de abril de 2007

Vazio



Penso
Repenso.
Fecho os olhos…
Não quero pensar!
Mágoas aflitas…
Um imenso amar…
Recordações,
Pensamentos
Emoções,
Sensações perdidas…
Corações distantes…
Almas feridas…
Como o vento em fuga,
Com a vida em nós,
O silêncio desfeito…
Dentro do meu peito…
Um choro desesperado,
Uma casa sem telhado,
Um suspiro desenfreado,
O tremer da voz
Um sonho inacabado,
Para sempre recordado,
Eu… Tu
Um Amor …
…nunca acaba
do...

terça-feira, 10 de abril de 2007

Estrela Sozinha

As palavras levam-me
Para dentro de ti,
Numa música estranha,
Um silêncio sem fim…
O sossego perfeito
Colocado na voz,
A essência constante…
Um momento a sós…
A ferida aberta,
Recordações sem cessar,
Um refúgio aberto,
Incerto…
Concreto…
Um dilúvio sem mar…
O mar secou…
A beleza também,
Uma conjuntura desfeita,
A imperfeição de quem?!
Uma estrela sozinha…
Um caminho longínquo,
Onde te penso… te sinto…
O vento levou-te…
A vida também…
Talvez a chuva te leve…
Te traga também…


Assim como os dilúvios nem tudo levam… a chuva, o vento, a brisa me faz recordar todas as situações da vida que me fizeram sorrir…

A todos os que me lêem tenho um pedido a fazer:


SEJAM FELIZES e FAÇAM ALGUÉM FELIZ!!!

sexta-feira, 6 de abril de 2007

Serenidade sem fim



O reflexo da calma,
O silêncio em mim,
Dentro da alma,
Fora dela…
Apenas o mar como
Companhia…
Terno,
Sublime…
A serenidade dentro de mim…
Como onda perfeita,
A ânsia desfeita,
Uma alma nova,
Sincera, desigual…
Uma onda eterna
Em pleno areal…
Infinidade infinita,
Uma alma infinda…
Como o mar…
Como a vida…
Como o meu respirar…




A todos os que me visitam e me acompanham neste cantinho uma Páscoa feliz,
um beijinho especial ao Jorgito e à Lia, pela amizade e pela óptima companhia que me fazem, ADORO-VOS...



sexta-feira, 30 de março de 2007

Aconchego da Lua




Uma alma transparente,
Um corpo preso ao vento,
Um silêncio perfeito…
O suspirar do tempo…
O declive na voz,
Um sentimento profundo
O refúgio do mundo…
Pensamentos mágicos,
Presos entre sons…
O relógio parou,
Rasgou a verdade…
O ânimo gritou
Entre brisas…
Cumplicidades estonteantes…
Silêncios reconfortantes…
Prendeu-me ao pensamento
Cruzou-me contra o vento…
A lua aconchegou-me
E tornou-se o meu alento…

sexta-feira, 23 de março de 2007

Endless Road




Estrada eterna, silenciosa…
Nascida numa manhã prateada,
De sol escondido, de uma brisa
Leve… serena… densa…
Eterna… mas ainda assim…
Sublime… que transporta
Saudade…

Recordações veementes.
O lugar perfeito, rematado onde
Adormeço as mágoas, as
Dores e Sou Feliz!!!


sábado, 17 de março de 2007

Páginas























Cada sopro do vento,
Cada palavra que escrevo,
Cada silêncio que componho
É transformado
Numa nova página…
Num novo som,
Num equilíbrio perfeito,
Singelo… enternecedor…
Cada momento é composto de
Nostalgia…
Encanto…
É na escrita que me encontro,
Que me torno num ser melhor…
Mesmo quando a noite caí…
O dia surge…
As nuvens cobrem o sol…
Tudo fica indistinto,
Intenso… Imenso…
E mesmo quando tudo parece perdido…
Tenho sempre junto a mim…
Uma página da vida…

quinta-feira, 15 de março de 2007

Alternância


De um lado a luz…
Do outro a sombra fria…
A expansão do entardecer do dia…
A propagação da tua partida…
O arrefecer da magia,
A exuberância dos sons…
Mil tons sobre ti…
O reflexo das águas…
Sensibilidade vadia…
Por detrás das nuvens…
A esconder-te sem cessar…
O refúgio perfeito?
Talvez!!!
Porque sei que vais voltar…


Após a minha ausência deste meu cantinho... Finalmente, estou de volta...

Já tinha saudades de escrever aqui... Saudades de mostrar aquilo que faço, escrevo...

Enfim... Este meu cantinho é o meu ponto de abrigo... Um grande amigo...

O lugar que me deu a conhecer pessoas fantásticas como o Jorge(http:/endless-sea.blogspot.com), e a Broken (http:/conversacomigo.blogspot.com) em especial.

Jorge:

Desde já agradeço pela tua disponibilidade. és uma pessoa excepcional, fantástica, sincera, transparente...

Um óptimo amigo, uma excelente companhia...

Um mar sem fim de amizade para ti...

Broken:

Bem...

Não sei bem o que dizer... queria transmitir-te alguma força... mas não sei como...

Só quero dizer-te que estou sempre aqui para o que precisares... Tens um coração sofrido, mas ainda assim lindo...

Beijinhos com amizade

"Eu estou aqui..."




quarta-feira, 14 de março de 2007

"Mar sem fim"



Um mar sem fim de vontade de transpor
para a tela uma imensidão de vontades...

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

A tua chegada... A tua partida...


O dia dá lugar à noite,
Tudo é autêntico…
As pigmentações, as sensibilidades,
A beleza que a tua partida trás…
A perfeição da tua saída,
O teu retorno após um longo amanhecer,
Um eterno entardecer…
Avermelhado, único… sentido…
Tão simples e transparente!
Tão insinuante e autêntico…
Em tons quentes, fortes… lindos…
A tua luz sobre a brisa silenciosa…
A intensidade das coisas…
Sobre as horas perdidas,
Sobre o relógio
Que trás a lua…
As estrelas
O meu luar em ti…
A exaltação dos sentidos,
Do querer… do sentir…
Como é sublime a tua partida,
A tua chegada…
Sem hesitações…
Sem reviravoltas
Em diferentes tons…
Mas sempre com uma
Linda e Extrema beleza…

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Tons de Azul



Folhas caídas…
Os sentidos na minha mão,
Uma mão cheia de vida…
Abreviação de momentos…
A nossa existência colocada
Dentro… fora… sobre ti…
Um entrelaçar de sentidos…
A tua presença em mim…
Os travões da vida
A inconstância sem fim…
Curta… Espontânea …
Abreviada em vontades.
Aqui…
sinto os traços do teu rosto
a unirem-se aos meus,
a cruzarem-se com o meu sorriso
E é tão bom quando isso acontece!
Estou mergulhada numa pétala
De recordações, uma pétala fechada
Simétrica a ti…
Uma flor em tons de azul…


Jorge… Amigo…

Obrigada por mais esta linda imagem,
Como vês deu origem a mais um poema…. Espero que gostes…
E já agora Obrigada por seres meu Amigo.
És uma pessoa sensacional… Quase transparente…
Um Mar sem Fim de amizade para ti…
Beijinhos

domingo, 25 de fevereiro de 2007

Aqui sozinha




Amplitude perfeita,

O teu som perto de mim...

Ansiedade desfeita,

Cruzada dentro de ti.

Como concha partida,

Como onda em silêncio,

como maré vazia,

o entrelaçar do vento,

o nosso alento...

Força desmedida,

Intensidade perdida...

Alma sentida,

O encaminhar da vida.

O sufocar da ferida...

Enfim...
...Uma alma vazia.




Desejo a todos os que visitam o meu cantinho uma semana feliz

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Pôr do Sol

Procuro-te neste cantinho mágico,
Inefável, num fascino que…
… toma conta de
mim,
Que me aquece a alma, que
me
Transporta para outro
Céu,
Outro
horizonte,
Outro
anoitecer…
Procuro um pedaço de
amor,
Uma parte da vida que
me faz feliz.
Um fragmento de existência
reconfortante,
Simples, mas intacta…
Procuro a cumplicidade
mais brilhante,
Mais infinita…
Aquela que faz sonhar,
Rever-te em mil tons,
E se um banco me espera
No meio deste areal…
Com o sol nele a acabar
É porque com toda a certeza…
CONTINUO A SONHAR…

Agradeço a meu amigo Jorge
por me ter oferecido esta magnifica paisagem...
O meu muito obrigada e um beijinho para ti...

sábado, 17 de fevereiro de 2007

Junto a ti


Aconchego...
Amor...
Estás a meu lado,
parece mentira...
Mas é real...
Como a vida está comigo,
como a onda está pro mar.
Dentro de mim,
No interior de nós...
Mesmo quando chove,
até mesmo na foz.
Tudo é intenso,
tudo é real,
mesmo quando repouso
neste meu areal...
És vida em mim,
Um pedaço de nós...

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Pensamentos

Penso em ti...
Mesmo quando a noite caí...
Mesmo quando a lua desaparece,
ou incobre a minha saudade.
Mesmo quando aquele espacinho
dentro de mim se liberta e
me devolve o brilho ao olhar...
Penso-te...
Sinto-te...
Nesta imensidão de
sons que a noite me trás,
o dia me devolve,
dentro de um espaço breve,
mas lindo que tenho dentro de mim...

A teu lado...



Palpitações...
O Amor dentro de nós,
a magia dos sentidos,
a essência perfeita.
A vontade de te amar.
O aconchego do teu peito.
A libertação de sonhos.
Amplitude perfeita,
Eu...
Tu...
O aroma do Amor.
O siêncio perfeito...
A vontade de te abraçar...

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Ninho de Amor



Beijo terno…
Cumplicidade rematada,
Almas unidas,
Vida amanhecida,
Solidão perdida,
Intensificação da vida,
Proximidade constatada,
O luar dentro de nós,
Laços de ternura
De extrema paixão,
Ternura impenetrável,
Palavras em silêncio,
Uma eterna união…




Para todos os que amam ou são amados...

Por entre a janela


Do outro lado
permanece um pedaço
de céu,
Um entardecer sentido,
tardio, alaranjado...
Invadido pela brisa,
pelo entranhar da lua,
do céu...
Pela espantosa e doce beleza
da tua chegada...
Linda, e encantadora noite...

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Abraço



Abraça-me...
Deixa-me sentir-te,
não só neste dia, mas em
todos aqueles que
somos um só...
Mesmo nas horas em que tudo
parece deixar de fazer sentido.
ou até mesmo quando estamos sós.
Tu estás em mim,
Naquele pedaço de aconchego
que só o teu peito me trás...

És um pedaço de mim Pedro.


A todos os que visitam este meu cantinho um dia muito feliz...

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Alma de Anjo

Penso em ti,
hora a hora,
sem hesitar...
Como uma alma perdida
Um pedaço de amar...
imagino-te em mim
mesmo sem te imaginar.
Construo a minha vida
neste pedaço de céu,
onde habitas...
onde me abraças,
mesmo a sonhar...
vida dourada,
ansiedade constatada.
Alma imensa,
vida intensa.
Uma imensidão de
vontades que só fazem sentido,
porque possuo, uma Alma de Anjo.

Palpitar da vida


Tudo se espalha,
lentamente...
Ao redor de mim...
Um esrilhaçar de sentidos,
Um olhar sobre a vida,
sobre o palpitar das coisas
As mais simples...
As mais belas...
Aquelas que nem o vento leva,
Aquelas que nem o tempo corroí.
Em cada amanhecer penso-te,
como um barco sobre o porto,
como um refúgio em mim.
Como uma maré perdida,
como uma casa vazia
Inconstância perdida
Inevitávelmente...
O palpitar da vida.




sábado, 3 de fevereiro de 2007

"Inquietação"


A inquietação na forma mais imensa que há...
A força de todos os sentidos numa só existência.