Image Hosted by ImageShack.us

Algumas das minhas pinturas

domingo, 25 de fevereiro de 2007

Aqui sozinha




Amplitude perfeita,

O teu som perto de mim...

Ansiedade desfeita,

Cruzada dentro de ti.

Como concha partida,

Como onda em silêncio,

como maré vazia,

o entrelaçar do vento,

o nosso alento...

Força desmedida,

Intensidade perdida...

Alma sentida,

O encaminhar da vida.

O sufocar da ferida...

Enfim...
...Uma alma vazia.




Desejo a todos os que visitam o meu cantinho uma semana feliz

2 comentários:

Anónimo disse...

ñ sei o que te faz escrever este tipo de poemas mas o que sei é que te amo muito...Pedro trindade...

Endless... disse...

Olá Amiga!

Mais um poema lindo, mas...
...tristinho!
Sozinha não! Mas só... por vezes! ;)
Por vezes, todos nós sentimos esses momentos dentro de nós!Naturalmente!
Sabes, na realidade nunca estamos sozinhos!
Temo-nos sempre a...
... NÓS! Sempre!!! E acima de tudo!!!
Os amigos verdadeiros também são muito importantes!
Nós valemos sempre muito, mas às vezes precisamos de parar para reflectir.
Mas parar mesmo!
Uma “viagem” ao nosso interior, de vez em quando é necessária!
Necessária e importante! Descobrimos tanta, mas tanta coisa...
Apesar de ser um “caminho” muito comprido e cheio de “obstáculos”, acredita que na maior parte das vezes, ficamos a sentir-nos muito melhor connosco, e com o mundo!

Espero sentir em ti muito brevemente um sorriso!
Viva a Vida...Márcia!:))))

Amiga, muitos beijinhos pa ti